Brasil
08/05/2013
Jornal de Santa Catarina

Ministério do Trabalho reforça fiscalização no Litoral para evitar acidentes em construções.
Somente em Balneário Camboriú e Itapema, passa de 200 o número de obras em andamento

A segurança no trabalho está em evidência no Litoral, desta vez, não pelos trágicos acidentes causados pela falta dos equipamentos obrigatórios, mas sim pela prevenção. Somente em Balneário Camboriú e Itapema, passa de 200 o número de obras em andamento, o que as torna polo de mão-de-obra no ramo.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema (Siticom), cerca de 6 mil homens estão empregados no setor atualmente. E aí vem a missão: fazer com que todos eles se preocupem com a própria segurança.

Para manter o saldo negativo de mortes no trabalho neste ano _ nenhuma registrada em Itapema e Balneário Camboriú até o fim de abril, segundo o Instituto Médico Legal (IML) _ o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) de Balneário Camboriú está investindo em fiscalização.

Há cerca de 30 dias, a região está com o reforço de quatro auditores, vindos de Florianópolis e Blumenau. Ao todo, com os dois fixos no Litoral, são seis fiscais atuando na chamada Operação Intensiva de Fiscalização, que busca a prevenção de acidentes e a regularização da segurança nos canteiros de obras.

— Essa operação foi definida com base no elevado número de obras e na quantidade de trabalhadores contratados, a grande maioria vindos de fora e sem a qualificação devida. Todas as obras da construção civil de Balneário Camboriú e Itapema serão fiscalizadas — conta o chefe regional do MTE, Paulo Roberto Schappo.

Treze obras foram embargadas desde o início do ano


Foi justamente a falta dos itens obrigatórios de segurança na construção civil que gerou 13 embargos de obra em Balneário Camboriú e Itapema nos primeiros meses deste ano. Schappo explica que os embargos ocorrem quando, pela falta de equipamentos individuais e coletivos, o canteiro de obras oferece risco constante de acidentes aos operários _ entre as principais preocupações estão os poços de elevadores, muita vezes sem proteção contra a queda:

— A fiscalização conta com filmagens, fotografias e laudos. Se encontradas pequenas irregularidades, os responsáveis são notificados e possuem prazo para se adequarem. Caso os problemas sejam maiores, é emitida uma notificação e até efetuado o embargo.

A fiscalização do Ministério do Trabalho não tem prazo para terminar. A operação só terá fim quando todas as obras de Balneário Camboriú e Itapema forem vistoriadas.

Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA

Mais notícias
 
31/07/2015 - Grubras 5 anos
31/07/2015 - Marcando presença nas mais importantes feiras
10/07/2015 - NR 35 - 2015
10/07/2015 - PASCOA - 2015
10/07/2015 - Ribeirão Preto
06/03/2015 - Dia Internacional da Mulher
30/09/2014 - Ficons 2014 reúne cadeia da construção
30/09/2014 - Concrete Show eleva otimismo no setor da construção civil
30/09/2014 - Construsul 2014
30/09/2014 - 20ª Edição da FEICON BATIMAT foi um sucesso
29/09/2014 - Páscoa na GRUBRAS
29/09/2014 - Dia do Trabalhor na GRUBRAS
28/07/2014 - Expadimos Nosso Alcance
02/06/2014 - GRUBRAS em entrevista no Programa Turismo & Eventos
26/05/2014 - Instalação de segunda grua reforça trabalho na reforma da ponte Hercílio Luz
28/04/2014 - Construção aquecida no interior
09/04/2014 - Grubras inspira inovações na Feicon
09/04/2014 - FORMAÇÃO DE OPERADOR E SINALEIROS DE GRUAS
24/03/2014 -
17/03/2014 -
17/02/2014 - Encerramento 2013
16/12/2013 - Vídeo de Final de Ano
29/10/2013 -  
29/10/2013 - SIPAT - Semana Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho
10/09/2013 - Fotos da Concreshow 2013
21/08/2013 - A GRUBRAS esteve na CONSTRUIR RIO 2013
19/08/2013 - A GRUBRAS esteve na Construsul 2013
18/07/2013 - Fotos da Sindscom
10/07/2013 - Confira como foi a Construir Minas
10/05/2013 - Você sabe o que o Brasil perde com a Importação?
08/05/2013 - Jornal de Santa Catarina
07/03/2013 - Diário do Grande ABC - Gastos com material
Matriz – Rod. BR 470 – Km 71 – nº 2451 – 89130-000 – Indaial – SC – Brasil – Telefone 55 47 3281 9100 – Fax 55 47 3281 9150 – E-mail vendas@grubras.ind.br
Filial – Rua Antonio Haddad – 146 – Parque Via Norte – Cep: 13065-702 – Campinas/SP - Brasil – Telefone 55 19 3579.1018